Desempenho Operacional


Em 2015, o Grupo Energisa comercializou ao todo 32.656,1 GWh, aumento de 19,8% em relação ao ano anterior, devido, principalmente, da base comparativa de 2014, que inclui apenas as vendas de energia elétrica das oito distribuidoras adquiridas do Grupo Rede a partir de 11 de abril de 2014.

As vendas consolidadas de energia elétrica a consumidores finais (mercado cativo) localizados na área de concessão do Grupo Energisa, somadas ao transporte de energia para os consumidores livres (TUSD), totalizaram 29.019,1 GWh, aumento de 21,2% se comparado ao ano anterior. Em uma comparação pró-forma, considerando-se todo o ano de 2014, o crescimento das vendas de energia foi de 0,1% em 2015.

A energia consolidada de transporte no sistema de distribuição, destinada ao atendimento dos clientes livres (origem das receitas de disponibilização do sistema de transmissão e distribuição), apresentou aumento de 11,4%, em 2015, passando de 3.263,0 GWh, em 2014, para 3.634,2 GWh.

No segmento de comercialização de energia, por intermédio da Energisa Comercializadora, o volume de energia vendida reduziu-se 19,0%, em 2015, e chegou a 2.067,6 GWh, em decorrência, basicamente, da venda pela Energisa dos ativos de geração de energia em 31 de março de 2015.

Exercício
Descrição (valores em GWh) 2015 2014 Var. %
Vendas de energia a consumidores finais (Mercado Cativo) 25.384,9 20.687,7 + 22,9
Energia associada a consumidores livres (TUSD) 3.634,2 3.263,0 + 11,4
Subtotal (mercado cativo + TUSD) 29.019,1 23.950,7 + 21,2
Suprimento de energia 1.621,4 721,2 + 124,8
Energia não Faturada (52,0) 25,0 -
Vendas a consumidores livres (comercialização) * 2.067,6 2.552,4 - 19,0
Total Energia Comercializada – Energisa consolidada 32.656,1 27.249,2 + 19,8
(*) ACL – Ambiente de Contratação Livre.

Em 2015, as vendas consolidadas de energia elétrica a consumidores finais (mercado cativo) localizados na área de concessão do Grupo Energisa, somadas ao transporte de energia para os consumidores livres (TUSD), totalizaram 29.019,1 GWh, aumento de 21,2% se comparado ao ano anterior. Esse expressivo crescimento em 2015 decorre fundamentalmente da base comparativa de 2014, que inclui apenas as vendas de energia das empresas adquiridas do Grupo Rede a partir de 11 de abril de 2014.

Mercado Cativo de Energia Elétrica
por Classe de Consumo +TUSD (Consolidado)

Exercício
Descrição (Valores em GWh) 2015 2014 Var. %
Vendas de energia a consumidores finais + TUSD (*) 29.019,1 23.950,7 + 21,2
Residencial 9.866,1 7.866,6 + 25,4
Industrial 7.272,2 6.578,9 + 10,5
. Cativo 3.638,0 3.315,9 + 9,7
. Livre 3.634,2 3.263,0 + 11,4
Comercial 5.577,6 4.407,6 + 26,5
Rural 2.526,7 1.988,2 + 27,1
Outras classes 3.776,4 3.109,4 + 21,5
(*) Em 2014, as vendas de energia elétrica das empresas adquiridas do Grupo Rede se referem ao período de 11 de abril a 31 de dezembro.

Para comparação do crescimento de mercado das distribuidoras do Grupo Energisa, sob a mesma base, abaixo são apresentadas as vendas consolidadas de energia em base pró-forma, considerando os exercícios de 2015 e 2014:

Mercado Cativo de Energia Elétrica
por Classe de Consumo +TUSD (Consolidado). Pró-forma (*) - Em GWh

Exercício
Descrição (Valores em GWh) 2015 2014 Var. %
Vendas de energia a consumidores cativos 25.384,9 25.119,9 + 1,1
Consumo de energia de consumidores livres (TUSD) (*) 3.634,2 3.884,1 - 6,4
Total das vendas cativas + TUSD (*) 29.019,1 29.004,0 + 0,1
Residencial 9.866,1 9.539,3 + 3,4
Industrial 7.272,2 7.870,3 - 7,6
. Cativo 3.638,0 3.986,2 - 8,7
. Livre 3.634,2 3.884,1 - 6,4
Comercial 5.577,6 5.435,7 + 2,6
Rural 2.526,7 2.459,2 + 2,7
Outras classes 3.776,4 3.699,5 + 2,1
(*) Para efeito de cálculo de crescimento de mercado, foram consideradas as vendas de energia das empresas da Rede Energia como se fossem controladas pela Energisa em 2015 e 2014.

Em 2015, o consumo de energia elétrica registrado no Brasil, reportado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), reduziu-se em 2,1% em relação a 2014. Considerando-se os valores pró-forma de energia comercializada aos consumidores cativos pela Energisa (assumindo consumo integral de todas as empresas ao longo de 2014), verifica-se um incremento de 1,1%, ou seja, evolução superior da Companhia em relação ao resultado do Brasil.

Mercado Cativo + TUSD por
Distribuidora e Região – Pró-forma (*) – Em GWh

Exercício
Descrição (Valores em GWh) 2015 2014 Var. %
Região Norte 2.094,3 1.965,0 + 6,6
Energisa Tocantins (*) 2.094,3 1.965,0 + 6,6
Região Nordeste 8.042,1 8.134,6 - 1,1
Energisa Paraíba 4.225,3 4.227,3 -
Energisa Sergipe 3.151,6 3.207,8 - 1,8
Energisa Borborema 665,2 699,5 - 4,9
Região Centro-Oeste 13.011,1 12.880,4 + 1,0
Energisa Mato Grosso (*) 8.037,6 7.941,0 + 1,2
Energisa Mato Grosso do Sul (*) 4.973,5 4.939,4 + 0,7
Região Sudeste 5.584,8 5.725,4 - 2,5
Energisa Minas Gerais 1.556,0 1.578,0 - 1,4
Energisa Nova Friburgo 328,9 343,3 - 4,2
Caiuá (*) 1.135,0 1.175,3 - 3,4
Vale Paranapanema (*) 903,9 925,5 - 2,3
Bragantina (*) 1.071,8 1.110,8 - 3,5
Nacional (*) 589,2 592,5 - 0,6
Região Sul 286,8 298,6 - 4,0
Força e Luz do Oeste (*) 286,8 298,6 - 4,0
Total – Distribuição nas cinco regiões do país 29.019,1 29.004,0 + 0,1
(*) Para efeito de cálculo de crescimento de mercado, foram consideradas as vendas de energia das distribuidoras adquiridas da Rede Energia como se fossem controladas pela Energisa em todo o ano de 2014.

Ao fim de 2015, a Companhia contava com 6.404.018 unidades consumidoras cativas e 244 clientes livres, aumento de 3,0% em ambos os totais em relação a 2014.

Número de consumidores
cativos por distribuição

Número de consumidores cativos por distribuição

Gestão de Perdas

O Grupo Energisa é referência nacional nas ações de fiscalizações das unidades consumidores das distribuidoras, que seguiram intensificadas em 2015, principalmente nas distribuidoras adquiridas com o Grupo Rede em 2014, visando combater o furto e a fraude no consumo de energia elétrica. Em 2015, as perdas de energia das distribuidoras da Energisa foram as seguintes, com destaque para evolução positiva alcançada pelas empresas de maiores perdas, a Energisa Tocantins e Energisa Mato Grosso do Sul:

Perdas de Energia (%)
Últimos 12 meses

Distribuidoras 2015 2014 Variação em pontos
percentuais
Força e Luz do Oeste 3,84 3,85 - 0,01
Energisa Nova Friburgo 4,75 5,00 - 0,25
Bragantina 5,12 5,00 + 0,12
Energisa Borborema 6,71 5,90 + 0,81
Vale Paranapanema 7,09 7,10 - 0,01
Caiuá 7,58 7,89 - 0,31
Nacional 7,85 8,40 - 0,55
Energisa Sergipe 8,83 9,14 - 0,31
Energisa Minas Gerais 9,70 9,13 + 0,57
Energisa Paraíba 12,47 12,08 + 0,39
Energisa Mato Grosso do Sul 14,25 14,73 - 0,48
Energisa Tocantins 14,29 14,74 - 0,45
Energisa Mato Grosso 14,61 13,76 + 0,85
Energisa Consolidada 11,97 11,71 + 0,26

Energisa consolidada
perdas totais de energia

Energisa consolidada perdas totais de energia

Importante ressaltar que, em termos percentuais, as perdas totais de energia acabam sofrendo acréscimo em termos percentuais pela retração do mercado ou pela saída de grandes clientes do mercado consumidor, pois são calculadas como uma razão da energia requerida, que em função do mercado declinante também sofre redução, principalmente no segmento industrial de alta tensão, cujas perdas são quase nulas, afetando, assim, o indicador de perdas totais.

Gestão da Inadimplência

Os elevados aumentos tarifários decorrentes das revisões extraordinárias tarifárias e o advento das bandeiras tarifárias ocorridas no inicio de 2015 contribuíram para o aumento da inadimplência (proporção do que não foi recebido em relação ao que foi faturado nos últimos 12 meses), que passou de 1,84%, em 2014, para 2,25%, em 2015, o que representa um incremento de aproximadamente R$ 141,3 milhões no saldo a arrecadar.

Os elevados aumentos tarifários decorrentes das revisões extraordinárias tarifárias e o advento das bandeiras tarifárias ocorridas no inicio de 2015 contribuíram para o aumento da inadimplência (proporção do que não foi recebido em relação ao que foi faturado nos últimos 12 meses), que passou de 1,84%, em 2014, para 2,25%, em 2015, o que representa um incremento de aproximadamente R$ 141,3 milhões no saldo a arrecadar.

Inadimplência
Últimos 12 meses (%)

Distribuidoras 2015 2014 Variação em pontos
percentuais
Vale Paranapanema 0,93 0,85 + 9,4
Nacional 1,07 1,03 + 3,9
Energisa Nova Friburgo 1,13 1,15 - 1,7
Caiuá 1,18 1,09 + 8,3
Energisa Minas Gerais 1,29 1,16 + 11,2
Energisa Borborema 1,31 0,77 + 70,1
Bragantina 1,44 1,04 + 38,5
Força e Luz do Oeste 1,78 1,76 + 1,1
Energisa Paraíba 1,84 1,80 + 2,2
Energisa Sergipe 1,90 1,31 + 45,0
Energisa Tocantins 14,61 13,76 + 0,85
Energisa Mato Grosso 2,30 2,33 - 1,3
Energisa Mato Grosso do Sul 2,77 2,14 + 29,4
Energisa Consolidada 2,25 1,84 + 22,3

Balanço de Energia (GWh)
Distribuidoras da Energisa - 2015

Descrição EMG ENF ESE EBO EPB EMT EMS
(a) Energia requerida (a=b+c+d+e+h+i) 1.745,4 375,3 3.915,2 767,9 4.901,6 9.449,7 5.815,9
(b) Energia vendida mercado cativo 1.219,8 328,9 2.446,3 660,5 3.780,0 6.933,2 4.483,6
Residencial 486,8 159,9 998,7 230,7 1.592,7 2.567,8 1.686,3
Industrial 166,0 50,2 289,4 179,7 511,2 892,4 583,6
Comercial 240,9 73,5 534,8 155,3 714,4 1.602,3 1.093,7
Rural 173,7 5,4 116,9 24,3 275,0 984,1 472,8
Setor público e consumo próprio 152,3 39,9 506,5 70,5 686,7 886,5 647,2
(c) Transporte energia clientes livres (TUSD) 336,2 - 705,3 4,7 445,2 1.104,5 489,9
(d) Consumo não faturado 0,9 (0,7) (25,8) (5,1) (40,1) 17,5 (6,2)
(e) Suprimento a concessionárias - - 422,2 1,3 - - -
(f) Venda de Energia CCEE 53,1 - 87,8 44,1 194,6 482,2 106,0
(g) Energia Total Vendida (g=b+d+e+f) 1.273,8 328,1 2.930,5 700,7 3.934,5 7.433,0 4.583,5
(h) Intercâmbio de energia 19,2 29,4 21,5 55,0 105,4 13,8 20,0
(i) Perdas na distribuição 169,3 17,8 345,8 51,5 611,0 1.380,7 828,5
(j) Perdas na Rede Básica 15,2 - 69,9 15,7 98,1 101,9 52,9
(k) Energia Recebida Total (k=b+d+e+f+i+j) 1.458,3 345,9 3.346,2 768,0 4.643,6 8.915,5 5.464,9
% das perdas na distribuição (%= i/a) 9,7 4,7 8,8 6,7 12,5 14,6 14,2

Balanço de Energia (GWh)
Distribuidoras da Energisa (continuação) - 2015

Descrição ETO Caiuá EDEVP EEB CNEE CFLO Energisa Consolidada
(a) Energia requerida (a=b+c+d+e+h+i) 2.457,0 1.300,6 972,3 1.129,5 670,7 298,6 33.799,7
(b) Energia vendida mercado cativo 2.039,9 1.087,2 848,6 717,2 553,7 286,0 25.384,9
Residencial 834,0 444,6 310,8 236,8 228,9 88,3 9.866,1
Industrial 286,5 126,3 152,3 218,0 87,9 94,4 3.638,0
Comercial 397,3 283,5 162,7 130,8 124,5 63,7 5.577,6
Rural 199,2 61,9 103,9 66,8 35,8 6,8 2.526,8
Setor público e consumo próprio 322,9 171,0 118,9 64,8 76,5 32,8 3.776,4
(c) Transporte energia clientes livres (TUSD) 54,3 47,8 55,3 354,6 35,5 0,8 3.634,2
(d) Consumo não faturado 8,1 (0,3) (0,6) (0,1) 0,3 0,3 (52,0)
(e) Suprimento a concessionárias - - - - 28,5 - 452,0
(f) Venda de Energia CCEE 46,1 59,2 68,7 12,4 15,2 - 1.169,5
(g) Energia Total Vendida (g=b+d+e+f) 2.094,1 1.146,1 916,7 729,5 597,7 286,2 26.954,3
(h) Intercâmbio de energia 3,6 67,3 - - - - 335,2
(i) Perdas na distribuição 351,1 98,6 69,0 57,9 52,7 11,5 4.045,5
(j) Perdas na Rede Básica 33,7 41,5 29,0 26,2 14,8 - 498,8
(k) Energia Recebida Total (k=b+d+e+f+i+j) 2.478,9 1.286,2 1.014,6 813,5 665,2 297,7 31.498,6
% das perdas na distribuição (%= i/a) 14,3 7,6 7,1 5,1 7,9 3,8 12,0

Portfólio de Contratos (GWh)
Distribuidoras do Grupo Energia - 2015

Descrição (GWh) EMG ENF ESE EBO EPB EMT EMS
(a) Energia comprada 1.441,9 344,9 3.259,1 759,0 4.635,9 7.240,0 5.226,6
Bilateral 634,3 - 128,3 89,2 439,0 2.210,0 472,3
Leilões de Energia 218,2 - 1.714,8 383,5 2.184,5 2.298,6 1.950,0
Quota de Itaipu 267,5 - - - - 1.379,5 733,8
Quota do PROINFA 29,5 8,3 67,7 17,0 88,9 160,1 106,2
Quota de ANGRA 49,0 - 113,0 28,4 152,1 246,2 169,0
Quota de Garantia Física (95%) 243,4 - 1.235,4 240,9 1.771,5 939,5 1.398,5
Contrato Suprimento - 336,6 - - - - -
Geração distribuída - - - - - 6,1 396,9
(b) Geração Própria / Embutida / Desverticalizada - 1,0 - - - 1.392,6 1,0
(c) Liquidação na CCEE 16,4 - 87,1 9,0 7,6 282,9 237,3
(d) Energia Recebida Total (d=a+b+c) 1.458,3 345,9 3.346,2 768,0 4.643,6 8.915,5 5.464,9

Portfólio de Contratos (GWh)
Distribuidoras do Grupo Energisa (continuação) - 2015

Descrição (GWh) ETO Caiuá EDEVP EEB CNEE CFLO Consolidada
(a) Energia comprada 1.871,4 1.263,6 1.005,3 772,4 645,2 297,7 28.763,26
Bilateral 196,2 236,8 234,6 223,3 80,0 - 4.944,1
Leilões de Energia 857,5 498,7 431,1 262,1 290,3 - 11.089,2
Quota de Itaipu - 271,2 189,2 197,3 132,9 - 3.171,4
Quota do PROINFA 46,1 27,5 21,1 17,9 14,0 7,3 611,5
Quota de ANGRA 69,4 46,6 36,4 30,2 23,7 - 963,9
Quota de Garantia Física (95%) 641,6 182,7 93,0 41,7 104,3 - 6.892,5
Contrato Suprimento - - - - - 290,5 627,0
Geração distribuída 60,5 - - - - - 463,5
(b) Geração Própria / Embutida / Desverticalizada 239,0 - - - - - 1.633,6
(c) Liquidação na CCEE 368,5 22,6 9,3 41,1 20,0 - 1.101,8
(d) Energia Recebida Total (d=a+b+c) 2.478,9 1.286,2 1.014,6 813,5 665,2 297,7 31.498,6