Conselho Fiscal


O Conselho Fiscal do Grupo Energisa, de acordo com o Estatuto Social, tem caráter não permanente, ou seja, só é eleito caso os acionistas considerem necessário e peçam, em Assembléia, por sua instalação. Em 2015, não foi instalado o Conselho Fiscal, mas, caso eleito, o órgão deve ter no mínimo três e no máximo cinco membros e seus respectivos suplentes.

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o Conselho e seus membros são independentes da administração e dos auditores externos. Essa independência é essencial ao exercício de suas funções de fiscalização das atividades da administração, revisão das demonstrações financeiras e reporte das conclusões aos acionistas.